Terra para quem mesmo?


A FIG está inteiramente envolvida no processo de registro legal que pode ser considerada a cidadela avançada dos engenheiros e geômetras nessa questão da gestão territorial. O Kadaster Internacional também, embora cuide de fazer a ressalva do registro – http://www.kadaster.nl/international-espanol/wat-doen-wij.html .

Quando o fetiche eletrônico tolda a visão política de longo alcance, retrogradamos para poder contemplar a necessidade de se assinalar, nas sofisticadas plantas cadastrais, o elemento jurídico. Não se esqueça, baby, os limites legais não “aparecem” nas ortofotos nem nos planos georreferenciados… E afinal de contas, esse é um negócio como outros tantos quaisquer. Um agro-urbano-business.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s